sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Momento

Repousa em mim uma sensação singela,
Que por muito sim gela
Com suavidade tal branda,

E faz-se tal qual chama de uma ardência,
Não digo por demência
Que à medida que arranca

Suspiros que parecem meus queima
E ao mesmo congela o peito que teima
Sentir sensação tanta,

Que amor é esse que muito assusta?
Que com tremores tais não sei se custa
Viver ou ter esperança?

Querubins cantam canções que os confortam
Mas ao mesmo tempo choram em segredos soluçantes,

Ilusão pensar e sonhar, muitos poetas por tão
Enorme sentimento vieram a suicidarem-se rastejantes

E tudo por quem foi fiel a um cruel sentimento,
Será que em vida vale à pena amor-inspiração-invento?

Luiz Rosa Jr.