domingo, 5 de setembro de 2010

Se Ouvindo o Mover das Estações

Ouço de novo o mover das estações,
A chuva se move em fuga no solo
Encharcando de pranto o colo
Da terra

Ah Sensações. . .
Humildes num tímido final de inverno
Que só se mostra fim terno,
Encerra,

Encerra-se, em serra. . .

Ah Primavera. . .
Ah! A cigarra eco’agudo estridente
Vozerio que narra sorridente
Aconchegar. . .

Chegar, regar. . .

Luiz Rosa Jr.