terça-feira, 9 de março de 2010

O Piano

O piano, a contradança da valsa,
Tantos, tantos dias chuvosos,
Neve prateada qual não cessa.

Suspende em relance a alça
Por santos, santos dias calourosos,
Se não fosse a chuva, se não fosse essa,

A cadência das notas,
A dormência das pálpebras,
Muitos pombos na chuva em revoada.

Não sei se notas,
A véspera tarde celebras,
Entorna-se em cadência a nota entoada.

Luiz Rosa Jr.