segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Amor...

O amor e suas muitas fases,
Fases e jeitos de sentir,
Por bem não jazes
Nunca e nem se vai partir,

E vai se repartir em formas,
E quem poderá julgá-lo?
O que são normas
Para o Amor? Entregá-lo

Numa fogueira seja talvez
Emocionante e tão mais,
Mais cativante,

É sim como o fogo por vez,
Mas aquece do frio,
E vez é água,

A purificação, embriaguez,
Terra e o grande rio
A fluir mágoa

E consolação, pergunta: p’ra onde?
P’r’aonde vais? Amor. . .
Nesta imensa barca

Que sob uma bruma cinz’ ao longe
S’esconde a um dolor
E sentir que é marca.

Luiz Rosa Jr.