domingo, 4 de janeiro de 2009

Encantamento

Desabrocham flores para outro viver
No vale das sensações
N’orvalho das apelações.


Desabrocham flores para outro se ver,
Borboletas de sentidos
Tingindo ramos feridos.


Referidos em deslizes,
Sentidos felizes. . .


Para sempre suavizes. . .
No tom do baton das fadas avises. . .


Luiz Rosa Jr.