sexta-feira, 15 de abril de 2011

Piano, som de chuva, folhas de outono

Peço piano, bom som de chuva e folhas de outono,
A amenidade na simplicidade infantil em despedida do tempo,
Ecos em vôo que entôo a fluir de dia pequenas ondas no lago,

Te trouxe doce hoje lembrança, um vento soprando
Tão levemente a um tom de agudo ao grave não tão amargo
P'ra que alguém sinta os seus elos e ecos num pensamento,

Na magia do momento um circular relógio qual vejo refletido
Na poça de água ao chão os seus ponteiros não quer parar
De fazer voltas assim como mesma ligeira melodia,

E me surge uma pergunta sobre a vida, teu possível sentido
Enquanto a inspiração não sinto jazer e vem de dores sarar
Numa canção inda de afago, ida, vinda, companhia,

Do piano, lágrimas talvez só de recordação no lago contido,
Não sei se isto é bom ou ruim, mas me faz sentir por dizer,
E é infeliz quem a mentir não se sente sentir a viver.

Luiz Rosa Jr.